domingo, 28 de abril de 2013

O SEGREDO PARA SE ALCANÇAR A PAZ DURADOURA E A FELICIDADE PLENA





Eis o mistério que ronda  os dias do homem, toma a sua mente, determina seus passos , absorve o seu tempo , norteia seus projetos e quase não o deixa repousar – a busca intensa à paz e a felicidade.
            Esse mistério, aos olhos do iludido e afoito ser humano, costuma se endereçar de muitas maneiras.
            Alguns dizem que esse estado de espírito, se localiza na independência financeira, no entanto, assistimos constantemente pessoas bem favorecidas financeiramente tirando a própria vida porque elas não encontraram no dinheiro esse bem tão almejado.
            Outros afirmam que tais condições se acham na realização profissional, mas quando alcançam esse tão batalhado ideal, se revelam frustradas porque lá não encontraram o valioso patrimônio tão procurado.
            Existem ainda aqueles que acreditam cegamente que essa felicidade e essa paz tão pretendida, se acham na companhia da pessoa amada, mas quando as adversidades do cotidiano agridem o harmonioso ambiente de comunhão que envolve o casal, a pessoa conclui que ali também não estão as ditas tão garimpadas.
            Há também os menos pretensiosos que se contentam com uma vida tranquila, simples  e sem muitos objetivos e afirmam que isso para eles é a própria felicidade e aí está o ambiente de paz desejado, mesmo assim se desentendem, murmuram e caem na prática da maledicência quando se deparam com o primeiro obstáculo, deixando desmoronar toda convicção que exibiam a respeito do possível endereço desse tesouro tão batalhado.
As pessoas procuram aqui e acolá, pelejam, garimpam, perseguem, com avidez nessa busca alucinante e vez por outras, experimentam um sabor distante oferecido pelo enganador, dando conta de que estão no caminho certo e então intensificam suas ações no encalço do objetivo abstrato, muitas vezes viajando por veredas nefastas e ai de quem lhes cruzar a direção..., mas se frustram cada vez que se deparam com a triste realidade revelando o esforço em vão. 
O astuto inimigo, que se realiza vendo o desespero do homem, sua presa fácil, aproveita o momento propício e engana mais ainda oferecendo falsos endereços levando o insensato a ocupar seus dias nessa peregrinação inútil.

Indica o enganador com ironia:

“O que você tanto procura está vivendo nas montanhas mais imponentes, onde só se pode ouvir o canto dos pássaros a comunicação dos seres irracionais e o som das águas que rolam serra a baixo”.
Mas as montanhas “mandam dizer” que lá não está essa paz duradoura e essa felicidade tão almejada.  
Ao se deliciar com a frustração do homem o astuto inimigo insiste mais uma vez:
“Procure num vale onde a relva brote com toda exuberância, e satisfação com o seu majestoso ambiente”.
“Mas o vale se apressa em negar: Aqui não está”.
“Vá então morar numa bela praia deserta onde a presença do homem pouco incomoda, insiste o mau feitor”.
“As praias desertas rebatem com veemência: aqui também não está”.
“Tente ainda, num canto discreto de águas tranquilas e serenas, onde a calma desliza sobre a lamina do ambiente aquático”.
“Mas esse belo lugar, informa rapidamente: essa paz duradoura e essa felicidade plena, também não passaram por aqui”.

            Um artista secular definiu certa feita: “Felicidade.... é uma cidade pequenina, é uma casinha é uma colina, qualquer lugar que se ilumina”.
Muitos tentaram confirmar, mas verificaram que a informação estava distorcida.
Outro artista disse, após insistente busca:

“A felicidade não existe , o que existe na vida são momentos felizes”.

Chega a ser enfadonho assistir o corre – corre das pessoas, insistindo na inutilidade pura e com muita tristeza vemos que a direção enganosa absorve o ser humano que é capaz de praticar qualquer loucura e até mesmo, atos de barbárie, nessa busca alucinante, mas, completamente inútil, porque efetuada de forma absolutamente equivocada.


POIS BEM, MEU CARO LEITOR IRMÃO E AMIGO:


A felicidade e a paz duradora, existem sim, e elas não estão no dinheiro, não se encontram na realização profissional, não se acham na pessoa amada e muito menos numa casinha escondida num canto qualquer.
Esse tão almejado estado de espírito pode estar no meio do deserto sob o sol escaldante que assola aquele lugar, ou numa casinha de pau - a - pique, isolada e longe de todos os recursos, ou ainda num barraco da favela mais violenta, onde o fogo cruzado entre traficantes ameaça a vida de todos a todo instante, ou mesmo nos palácios reais, ou em qualquer lugar, desde que:


LÁ TAMBÉM ESTEJA A PRESENÇA DE DEUS.


Chamou-me a atenção um fato narrado por certo cidadão, envolvendo os feitos de alguns artistas.

 Dizia aquele Senhor:

Foi solicitado a vários artistas que fizessem um desenho no qual retratasse às suas maneiras o endereço da paz duradoura e da felicidade plena:
Cada uma apresentou um cenário distinto, e a maioria ressaltava a beleza de um lugar exuberante marcado pela perfeição da natureza e pela beleza diversa da criação, mas houve um artista que trouxe um trabalho bem diferente:

“Na tela desse artista estava marcada a figura de uma bela cachoeira, e no “pé” da mesma erguia um arbusto, sendo que um dos galhos da planta crescia em direção ao centro daquela cascata, de maneira que o impetuoso volume das águas quase tocava naquele galho solitário, e nesse ramo um casal de pequeninas aves construiu seu ninho, chocou seus ovos e criava seus filhotes com toda alegria sem nem ao menos se importar com o perigo das águas rompendo ameaçadoras bem ali pertinho do seu ninho, o tempo inteiro.
Explicava aquele artista que aquelas aves viviam em paz e eram felizes apesar do perigo ameaçador passando bem perto, porque eram cuidadas pela potente mão  do Criador, O DEUS TODO PODEROSO.

         
Algo muito importante nos revela a Palavra de Deus:


            A criar o homem o Senhor inseriu nele a Sua Imagem e a sua semelhança.
           
            Eis aqui um grande mistério que o povo de Deus precisa compreender:

            O espírito do ser humano só se completa com a companhia do Espírito do Criador, dada a semelhança que existe entre ambos, e foi para viver em comunhão e harmonia com seu Criador, que o homem foi criado.

            Tal situação confere ao ser humano um sentimento de dependência constante da presença do Todo Poderoso, dependência essa que jamais poderá ser suprida por qualquer recurso de natureza material.

            O ESPÍRITO JAMAIS SE SATISFAZ COM A MATÉRIA, ESSAS DUAS NATUREZAS NÃO SE MISTURAM.

            Daí porque, o homem nunca encontrará a Paz duradoura e a felicidade plena, longe da presença do Seu Criador.

            DEUS É O ESPÍRITO QUE COMPLEMENTA QUE SATISFAZ, E QUE TRAZ CONTENTAMENTO AO ESPÍRITO DO SER HUMANO.

            Uma vez alcançado esse entendimento, a primeira atitude que o pecador deve adotar é a de se entregar plenamente ao Senhor Jesus Cristo. A partir de então o Espírito Santo passa a ensinar ao novo convertido a conduta correta  para que ele possa viver constantemente na presença de Deus.
            Muito tenho aprendido com o Espírito Santo, mas um ensinamento deve ganhar um lugar de destaque na vida do novo convertido e eu o tenho guardado e procurado praticar no meu dia-a-dia. Vejamos um fato ocorrido comigo:

Um dia o Senhor começou a falar comigo bem de perto, orientando-me a cerca do que Ele pretende daqueles que se identificam com a obra de Cristo:
Estava eu “viajando” pensando, sonhando e planejando um belo futuro para os meus filhos e falando com Deus sobre as minhas intenções.

( Tenho três filhos, pelos quais nutro um amor imensurável e eu rogava a Deus que jamais permitisse a desunião entre eles. Na verdade eu não suporto o menor sinal de desavença e quando acontece um pequeno desentendimento, logo me mobilizo no sentido de resolver o assunto e restabelecer a alegria e a paz fraterna entre os irmãos.)

Foi exatamente num desses momentos que Deus chamou-me a atenção para um fato mais remoto e mais distante. Senti a voz do Senhor bem audível, indagando-me:

“Joaquim... O povo de Israel espera até hoje por um Messias guerreiro, lutador, homem de batalha que pudesse ajudá-los a destruir seus inimigos...:
Como você entende o fato de ter sido lhes enviado um homem humilde, simples, que promove à paz e evita as guerras, que sofre calado, não responde, não murmura e está sempre disposto a dar a outra face quando agredido?
Fiquei  pensando por um instante e antes que eu oferecesse qualquer resposta o Senhor me acudiu:
“Veja, Joaquim os seus três filhos. Se acaso houvesse um desentendimento entre eles, e um deles lhe vier  em busca de socorro pedindo que o ajude visando a derrota do outro, qual seria a sua conduta?

Ao que imediatamente respondi: 

Senhor... eu jamais iria adotar qualquer atitude que pudesse favorecer a um filho em detrimento de outro. A única solução que eu poderia adotar era promover a paz entre os dois e restabelecer a união fraterna e o amor entre ambos, pois nem ao menos conviveria com a possibilidade de desavença no seio da família.

Ao ouvir as minhas considerações o Senhor retornou:

Pois, veja bem Joaquim... Assim como você ama seus filhos e não suporta a desunião entre eles, Eu também amo a todos os meus filhos, sejam eles judeus, gregos, romanos, árabes, africanos, americanos, etc. Eu também não suporto a desunião entre eles, por essa razão eu jamais enviaria um Messias com o propósito de abençoar a uns e amaldiçoar a outros.
Assim, Joaquim.. o amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, constituem os ensinamentos mais fortes das Escrituras,  E DEVEM SER POSTOS EM PRÁTICA CONTINUAMENTE POR TODOS AQUELES QUE PRETENDAM ANDAR NA PRESENÇA DO SENHOR.


Aí está meu caríssimo leitor, amigo ou irmão, o segredo para se alcançar a paz duradoura e a felicidade plena:

AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS E AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO”

Quem praticar tais mandamentos estará sempre pronto a perdoar, será incapaz de fazer Mal ao próximo, guardar ressentimentos, mágoas ou qualquer sentimento que ponha em risco o perfeito relacionamento entre os semelhantes, e, por conseguinte estará sempre fazendo a vontade de Deus, ESTARÁ AGRADANDO AO SENHOR, ESTARÁ ENCHENDO O CORAÇÃO DE DEUS DE ALEGRIA, logo andará na sua presença e é exatamente nesse território sublime e tão somente nele, que  se pode encontrar a PAZ DURADOURA , A COMPLETA ALEGRIA E A FELICIDADE PLENA.


O Senhor foi bem claro quando deixou esse ensino:


Mestre, qual é o grande mandamento na lei?
E Jesus disse-lhe:
Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.
Este é o primeiro e grande mandamento.

E o segundo, semelhante a este, é:
Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.  Mateus 22:36-40



                   O Apóstolo Paulo e AP. Thiago também ensinou:


            A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei.
Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.
O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor. 
Romanos 13:8-10
Porque toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo  Gálatas 5:14
Todavia, se cumprirdes, conforme a Escritura, a lei real: Amarás a teu próximo como a ti mesmo, bem fazeis.
Mas, se fazeis acepção de pessoas, cometeis pecado, e sois redargüidos
pela lei como transgressores. Tiago 2:8-9

                        Assim concluímos esse estudo, com essa importante informação:

                        Se alguém quer ser feliz e viver perfeitamente em Paz, entenda que  só se pode encontrar a paz duradoura e a felicidade plena na presença do Senhor e para chegar a viver nesse tão desejado  território basta, que façamos sempre a vontade do Pai, obedecendo e  praticando Seus maravilhosos ensinamentos contidos nas Sagradas Escrituras, em especial :

                        Amar ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua e de todo o teu entendimento e,

                        Amar ao teu próximo como a ti mesmo.

Amém.


Um comentário:

wanessa disse...

adorei seu blog parabens e obrigada por mim seguir e comenta que DEUS TE ABENÇOE .AQUI DEIXO MEU LINK quando poder sempre dar uma visitada la


http://mycasamentofeliz.blogspot.com.br/